In order to bring you the best possible user experience, this site uses Javascript. If you are seeing this message, it is likely that the Javascript option in your browser is disabled. For optimal viewing of this site, please ensure that Javascript is enabled for your browser. Sinais de Otimismo Para América Latina: 53% Dos Executivos Acreditam Que Os Negócios Estão Melhores Que Há Um Ano - UPS Pressroom
Browse By Topic
Browse By Date
Browse By Content Type
Browse By Language
Browse By Country

World of News

Find news where it happens Explore Now»

Events

UPS Investor Conference

November 13, 2014
Read More »

Sinais de Otimismo Para América Latina: 53% Dos Executivos Acreditam Que Os Negócios Estão Melhores Que Há Um Ano

São Paulo, March 27, 2012

De acordo com a quinta edição do UPS Business Monitor Latin America (BMLA), executivos de empresas de pequeno e médio porte, particularmente da Colômbia, do Chile e do México, estão mais confiantes hoje do que eram há um ano.

O estudo, encomendado pela UPS, entrevistou mais de 800 executivos de alto nível das pequenas e médias empresas (PMEs) em sete países da região, incluindo o Brasil. Os resultados revelaram que metade dos entrevistados acredita que seu negócio está melhor hoje do que há um ano, enquanto 60 por cento estão confiantes de que em 12 meses suas empresas estarão melhor financeiramente.

"Os resultados do estudo BMLA mais recente demonstram que PMEs latino-americanas estão ansiosas para continuar a desenvolver os seus negócios em 2012", disse Romaine Seguin, presidente da UPS para a Região das Américas. "Há um sentimento de otimismo entre os executivos de importantes mercados como Brasil e Colômbia, o que evidencia sinais de crescimento e melhoria para a região. Vemos como as empresas estão investindo em primeiro lugar no seu país e, em seguida, no exterior, o que é muito positivo para o desenvolvimento das economias locais".

Conforme observado no estudo, quase 63 por cento dos donos de empresas de capital fechado estão otimistas sobre o desempenho econômico da região. A Colômbia (68 por cento) obteve o melhor nível de otimismo de todos os países pesquisados, seguida por Chile (58 por cento) e México (54 por cento).

Embora exista uma perspectiva muito positiva para o crescimento do negócio, os executivos das PMEs enfrentam alguns problemas. Enquanto os brasileiros classificaram encontrar e reter funcionários qualificados como principal preocupação, os argentinos mencionaram o aumento nos custos do trabalho como seu principal problema. Além disso, dominicanos classificaram o aumento de combustível e custos de energia como o seu desafio mais preocupante.

"O otimismo demonstrado pelas PMEs em toda a região é um sinal de maturidade na América Latina", disse Eduardo Gamarra, professor de política latino-americana e caribenha na Florida International University. "A América do Sul, especialmente, se sente muito mais autônoma economicamente e politicamente agora do que nos últimos dois anos".

Áreas de investimento

De acordo com o BMLA, investimento em marketing e vendas é uma prioridade a nível regional. A pesquisa também revelou que metade dos entrevistados planeja aumentar pessoal durante os próximos 12 meses, sendo executivos do Brasil e da Colômbia os dois países principais, outro indício do nível de confiança nesses países.

Construção, tecnologia e serviços foram identificados como as indústrias com maior oportunidade de crescimento pelos executivos entrevistados na América Latina. No entanto, quando comparado com os resultados do estudo de 2010, a opinião de que construção e tecnologia são os setores com mais oportunidades de crescimento diminuiu de 5 e 15 por cento, respectivamente, enquanto serviços aumentou 10 por cento.

Influências econômicas e políticas

Com relação a quais países devem influenciar o futuro econômico e político da região, o Brasil é mais favorecido pelos empregadores. No entanto, quando comparado aos resultados obtidos antes da crise de 2008, o desejo de seguir os modelos do Brasil, do México e da União Europeia diminuiu, enquanto a posição dos EUA e da China no ranking do estudo aumentou.

Responsabilidade social corporativa

Como parte das atividades de responsabilidade social corporativa das empresas, verificou-se que a maioria das PMEs da região compromete-se com causas de proteção ambiental (34 por cento), seguidas por doações para ONGs (21 por cento) e apoio a programas para comunidades (18 por cento). Além disso, os executivos gostariam de desenvolver mais atividades de Responsabilidade Social Empresarial, relacionadas à educação e formação e à proteção ambiental (43 e 24 por cento, respectivamente).

Para mais informações e materiais sobre o BMLA, visite:
http://pressroom.ups.com/About+UPS/Business+Monitor/Business+Monitor+Latin+America



A UPS (NYSE: UPS) é líder mundial em logística, oferecendo uma ampla gama de soluções, incluindo o transporte de pacotes e cargas, a facilitação do comércio internacional, e a implantação de tecnologia avançada para gerenciar mais eficientemente o mundo dos negócios. Com sede em Atlanta, a UPS opera em mais de 220 países e territórios em todo o mundo. A empresa pode ser encontrada na Web em UPS.com e seu blog corporativo pode ser encontrado em blog.ups.com. Para obter notícias diretas da UPS, visite pressroom.ups.com/RSS.

To ask about this press release, contact:

Porter Novelli

954-727-8438

print Send Page
share

Send this Press Release:


(Use a comma to separate addresses)

(500 characters remaining)

Cancel